Tia Eron recebe medalha do Ministério dos Direitos Humanos por sua luta pela igualdade de gêneros

PRB (B) 2017_03_29-1380
A deputada republicana Tia Eron (BA) integra a lista de homenageadas pelo Ministério dos Direitos Humanos nas comemorações alusivas ao mês de março. A baiana recebeu uma medalha como reconhecimento pelo seu compromisso com a luta pela igualdade da mulher no Brasil. A comenda foi conferida pela ministra dos Direitos Humanos, Luislinda Valois, primeira juíza negra do país. A solenidade aconteceu no Supremo Tribunal Federal (STF), na noite desta quarta (29).
“O mês de março está acabando, mas a nossa disposição de lutar pelos nossos direitos está longe de chegar ao fim. Sinto-me honrada ao compor essa lista de 30 mulheres tão especiais que são referência no Brasil. São juristas, magistradas, pescadoras, professoras e até escritora da Academia Brasileira de Letras. Cada uma com sua história de garra e superação. Foi uma noite muito especial com várias estrelas, que brilham e nos inspiram a continuar trabalhando por um país melhor”, afirmou Tia Eron ao ser agraciada.
PRB (B) 2017_03_29-1384
A ministra dos Direitos Humanos destacou as transformações significativas das últimas décadas. “Elas são frutos das lutas constantes por igualdade de direitos, mas muito ainda precisa ser mudado. As mulheres também já ocupam o topo do poder e não há espaços impossíveis de serem alcançados. No âmbito individual reforço para cada uma a mensagem de que não podemos nos calar, nem baixar a nossa cabeça, seja qual for a situação que nos apresenta”, disse Valois.

A Juíza baiana Andremara dos Santos, secretária-geral da presidência do STF, representou a presidente Carmen Lúcia, no evento. Segundo ela, no último dia 21 deste mês, o STF abriu a exposição da conquista do direito ao voto pelas mulheres no Brasil e no mundo. “Esta exposição é extremamente importante para mostrar o quanto já avançamos. Recomendo a todas vocês, a leitura do artigo “O machismo também mora nos detalhes”, da jornalista Juliana de Faria, criadora do projeto feminista OLGA. Nele, ela conta quatro práticas machistas de subjugação da mulher”, disse a juíza.

Karina Caroline, vereadora do PRB de São Paulo, veio prestigiar a deputada Tia Eron no evento e revelou que a republicana baiana é uma inspiração para o seu trabalho. “Ela foi meu primeiro ícone. Quando eu entrei na política pensei: para que caminho eu vou? Comecei a pesquisar sobre as mulheres do PRB que já realizavam projetos nas vereanças dos seus municípios e me deparei com a vereadora Tia Eron, de Salvador, que já estava no seu terceiro mandato. Me inspiro na atuação e no comportamento dela”, comentou.

Luislinda Valois encerrou o evento lembrando que todas as mulheres condecoradas naquela noite tinham a missão de inspirar jovens e adolescentes a continuarem o trabalho pela igualdade. “O metal da medalha não brilha sozinho. Ele reflete o brilho, a força e a luz dessas mulheres iluminadas que são exemplos de fé, coragem e superação. Agradeço pelas histórias de vida de cada uma vocês que ajudam diariamente na construção de um país mais justo e igualitário”, acrescentou a ministra dos Direitos Humanos.
 
PRB (B) 2017_03_29-1393
Por Mônica Donato (Ascom Liderança do PRB)
Fotos: Douglas Gomes 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>